quarta-feira, fevereiro 24, 2010

Aos Desprovidos

foto tirada por mim: andarilho
Sois infelizes órfãos desvalidos
Lutando desesperadamente contra a morte
Tendes um padrasto frio, atroz bandido
Que vos largou à vossa própria sorte.
----
Num qualquer dia, vos alimenta,
Nos outros deixa-vos a mercê da fome
E não se importa se dele invocais o nome
Nem mesmo de migalhas vos sustenta!
----
Este malvado espera que a dor
A fome, a tristeza e falta de amor
Não vos matem o corpo, que esperneia
Mas mantenha vossa alma atada, à mesma teia
----
E faça de vós também bandidos
Presos aos ciclos da eterna escuridão
De crença e esperança então perdidos
Não encontre em vós, lugar para o perdão.
----
Do padastro nefasto, frio e cruel
O intento não será alcançado
Preservais no íntimo,fiel
O amor que,de Pai e Mãe vos foi legado
----
Se ao corpo mata em miséria e fome
Inda assim não haveis de renegar o nome.
No reino onde só o espírito viverá
O amor preservado em vós,um dia, brilhará!
( Ivete kg -24.02.2010)
Postar um comentário