quarta-feira, fevereiro 01, 2012

Será que consigo me fazer entender?




A foto é "Olhar para dentro"
e foi tirada por mim
 em Canela RS janeiro/2012


Também gosto de rir e brincar, mas rir de tudo é desespero e brincar com coisas sérias é para tolos. Então, deixe-me rir e brincar quando posso, mas exija que eu seja séria em assuntos relevantes.
Posso ser boa e generosa, mas não exijam que, em nome disso, eu seja uma tola que não reage a nada, ou que sorri quando lhe fazem o mal.

Acredito ser possível criticar, sem, no entanto tornar-se injusto, pois as críticas feitas frente a frente fazem com que cresça quem se manifestou honestamente e o que aceita rever-se, desde que haja respeito entre os dois. (Quando este se vai, as coisas ficam mesmo muito difíceis...)

Posso ser feia, mas querer me fazer bonita de alguma forma, ainda que seja para mim mesma, sem que isto seja a principal meta da minha vida. Afinal, tudo passa e a beleza é uma das coisas que passa mais depressa.

O bem, nem sempre é feito concordando com o que o outro quer ouvir e ainda que tenhamos de ser duros algumas vezes, não quer dizer que dentro de nós não haja um coração mole, querendo ajudar o outro a ser melhor.

Acreditar em Deus, professar sua fé não quer dizer que somos o próprio Cristo, que aceitou ser condenado por causa dos pecados do mundo. Para chegarmos a um ínfimo do que Ele foi falta-nos praticamente tudo, ainda que não desistamos de nos fazer um pouco melhores a cada dia.

Perdão foi feito para ser dado, mas acredito no perdão que é pedido, não naquele que é oferecido. Não sei do que o outro se sente culpado, então como posso estar julgando-o para depois poder perdoá-lo? ( A não ser o perdão do próprio Deus, que tem o direito de julgar-nos, pois conhece tudo profundamente).

Não sei se consegui me fazer entender... São coisas que me vão passando cá pela cabeça.(Ivete 01.02.2012)

Postar um comentário