segunda-feira, março 01, 2010

Oswaldo Montenegro - Metade

" Que as palavras que eu falo não sejam ouvidas como prece e nem repetidas com fervor,apenas respeitadas como a única coisa que resta ..."

Postar um comentário