quarta-feira, março 03, 2010

Acalma a Tempestade

imagem daqui
Li, por estes dias, a notícia chocante de um pacto de suicídio entre um casal no norte da Argentina. Depois de atirar no filho de dois anos e na filhinha de sete meses, os dois cometeram suicídio, deixando sobre a cama uma carta explicação para o ato. A carta falava do seu medo perante as mudanças climáticas, o aquecimento global e a ineficiência dos governos em combatê-lo. O primeiro pensamento que me veio, ainda durante a leitura, foi a de um Salmo da Bíblia, em que se fala dos corações endurecidos: “ Não fecheis o coração como em Meriba, como em Massa no deserto aquele dia...”(Salmo 94).
Depois lembrei-me das palavras de alguma profecia que diz: “Naqueles últimos tempos, milhares morrerão de medo...”. Quanto ao Salmo, acredito de fato que devemos nos colocar nas mãos de Deus, acreditar que o momento deve ser sempre d’Ele e não nosso. Sobre isto, também Jesus se pronunciou: “Quanto àquele dia e aquela hora, ninguém sabe. Nem o Filho. Somente o Pai”. Ora, se nem a Jesus, Deus revelou, porque revelaria a tantos que hoje trazem medo ao mundo? Mas Jesus ainda diz também que: “Conhecereis as coisas por seus sinais...”. O sinal de que a primavera está próxima são as árvores rebrotando, os animais que começam a retornar de outros cantos. O sinal do outono são as folhas caindo... E assim por diante. Conseguimos, de fato, identificar cada tempo por seus sinais. E hoje há muitos sinais que nos deixam alarmados, mas ainda assim não podemos “ endurecer os corações”. É preciso confiar na Misericódia de Deus! É preciso esperar n’Ele. Tomar a vida em nossas mãos é desacreditar do Criador. Muitos morrerão de medo? Sem dúvida! Muitos morrerão de ansiedade. É aceitável. Mas tirar a possibilidade de vida a si e a outros, propositadamente é falta total de fé. E pensando em tudo isto, lembrei-me de uma citação muito antiga, que nem se sabe ao certo o autor, mas muito referenciada por alguns grandes filósofos: “ A religião é o ópio do povo...”.Ora, eu diria, está faltando ao mundo um pouco deste ópio. Os homens no momento preferem outras drogas. Como o álcool, o craque, a cocaína, LSD, heroína e sei lá quantas outras “inas”. No entanto, se ainda usassem mais o “ópio da religião” acredito que estariam bem mais tranqüilos em relação a tudo. Aliás, acredito que se usassem este “ópio” o mundo estaria mesmo bem diferente do que está.
Lucas 8,23 a 25: Enquanto navegavam, Jesus adormeceu. Nisso um vento forte atingiu o lago: a barca se enchia de água e eles corriam perigo.Os discípulos se aproximaram e acordaram Jesus dizendo: “Mestre, Mestre estamos morrendo.” Jesus se levantou e ameaçou o vento e o furor das águas. Estes pararam e a calma voltou. Jesus disse aos discípulos:”Onde está a fé que vocês tem?”. Tomados de medo, eles ficaram admirados e diziam entre si: “Quem é esse homem que dá ordens até para os ventos e a água e eles lhe obedecem?”.
Postar um comentário