sexta-feira, agosto 17, 2007

UM POEMA IMORTAL!

Texto: Irmã Suzana Briilhante de Freitas, dedicado ao meu grande amigo Jaime, com um beijinho muito carinhoso, retribuindo os e-mails cheios de carinho que ele partilha comigo dia a dia..

A POESIA É UM PEDAÇO DE MIM

Como poderei eu viver,

até extravasar gota por gota

o perfume da poesia que no meu ser existe?

Quando então poderei amenizar corações solitários,

fechados em si mesmos, insensíveis ao belo,

ao amor, povoando um mundo triste?

Oh! Minha vida, meu poema,

onde o sol não conhece ocaso

e a doce brisa da esperança afaga meus dias sombrios,

tornando-os ensolarados,

conduzindo-me ás límpidas alturas,

emprestando-me asas de águia para voar,

o vôo mais alto, mais corajoso,

rumo á amplidão do universo.

Nessa doce morada,

com o coração a palpitar deslumbrantemente,

de janela aberta, escancarada,

quero ver e abraçar a todos sem distinção.

Finalmente livre,

contemplarei um mundo renovado,

onde terei a ventura de entoar

a MAIS FAMOSA CANÇÃO,

em uníssono com toda a criação

respirando o oxigênio puro e emocionante

da poesia que faz todos irmãos.

Um dia gritarei sem medo,

sem preconceitos, que valeu a pena existir,

pois minha vida tornou-se

UM POEMA IMORTAL

Postar um comentário