quinta-feira, junho 14, 2007

SOMBRAS

Há tão pouco tempo eu ouvia
Tuas sonoras risadas
Espalhando-se pelo ar.
Sentia tuas mãos queridas
Apertando minhas bochechas
E fazendo-me sentir tua luz!
Eu sorria
E feliz pensava
Que te iluminava.
Em tão pouco tempo
Deixaste-me tornar sombra.
Já não ouço tuas risadas
Já não recebo teus toques
E pouco a pouco
me apago!
Postar um comentário