quarta-feira, novembro 15, 2006

A PAZ!

Nestes meus quarenta e cinco anos, acredito que nunca tenha percebido tanto como hoje a fragilidade da paz sobre a terra. Esta paz tão almejada pelos povos, tão minimizada por tantos governos e governantes...Esta paz tão frágil e fácil de ser rompida... A paz que faz com que crianças de todas as raças, credos e nacionalidades possam estar de mãos dadas, brincando de rodas, sem se preocupar de quem são filhas, onde moram ou no que seus pais acreditam... Porque os homens não podem todos ter um mesmo sonho, de paz e respeito pelos seus semelhantes?
Postar um comentário