quarta-feira, novembro 01, 2006

ANSIA...

Gostaria muito de me entender. Parece que estou vazia... Nem sei o que penso. Olho, ouço... Voz de criança, voz de adulto. Barulho do mar. Crianças são tão livres! Gosto de sorrir e ver sorrisos... Os olhos puxando para os lados....O rosto se transformando, o coração transbordando...Gotinhas de vida! É interessante parar...Ouvir...Refletir... Ou simplesmente nem pensar. Olho, olho. Sinto paz...Conturbada. Sinto tranquilidade...Em busca. Ansia inexplicável! Vontade de estar com alguém. Ter algo em comum. Conversar. Olhar nos olhos, sorrir sem muros. Olhando nos olhos e vendo a alma. Eles são a porta.Queria estar com alguém e poder tocar sem maldade, sentir o calor das mãos, a suavidade do corpo. Voar um vôo livre, sem sentir amarras de nada. Sentir-me em comunhão com a natureza, o ser, o Criador! Espero demais! As pessoas tem medo deste contato tão íntimo. Quem me rodeia, foge de mim! Quem convive comigo põe barreira nos olhos. Fecha a alma. Tranca o coração. Quisera eu ter uma única pessoa de quem nem eu mesma precisasse me reservar. Olhar nos olhos e deixar escorrer a alma. Deixar que ela se desprendesse e passeasse feliz ao lado da outra! Sou infeliz? (ABRIL/1999)
Postar um comentário